• Ines Rioto

PROGRAMA DE MORADIA INDIGENA - SP




No imaginário indígena, territórios do litoral paulista onde se formaram aldeias são locais mais próximos do mundo celestial


A época da chegada dos europeus ao Brasil, na virada para o século XVI, calcula-se que mais de mil povos nativos habitavam o recém-descoberto território, somando entre 2 milhões e 4 milhões de pessoas. Atualmente, a população indígena brasileira está estimada em 600 mil indivíduos, em sua maioria (98%) concentrados na região da Amazônia legal. Cerca de 5 mil índios vivem nas 16 aldeias localizadas em São Paulo, estado que ainda aguarda a demarcação de mais de 50% de suas terras indígenas. Essa circunstância limita a implantação do Programa de Moradia Indígena, da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), a um número próximo de 600 unidades habitacionais. A terra representa o suporte da vida social dos povos indígenas e está diretamente ligada a seu sistema de crenças e saberes. As crescentes pressões do progresso econômico, que avança sobre os territórios e seus recursos naturais, lançam incertezas quanto ao futuro demográfico dessas populações, que foram sistematicamente reduzidas ao longo da história.



http://www.cdhu.sp.gov.br/documents/20143/37069/ProgramaMoradiaIndigena.pdf/7dae6126-b4b4-2b1d-f4db-ad7d3ae7c051