top of page
  • Foto do escritorInes Rioto

518 moradias construídas para vítimas das chuvas em São Sebastião, Litoral Norte SP




G1 Vale do Paraíba e Região

19/02/2024


O Governo do Estado de São Paulo entregou no dia 19 de fevereiro, 518 moradias construídas para vítimas das chuvas que atingiram São Sebastião, no Litoral Norte, há um ano. 64 pessoas morreram e três mil ficaram desabrigadas após temporal histórico.


As moradias construídas ficam na rua Joaquim Manoel Macedo, no bairro Baleia Verde, um dos mais atingidos pela tragédia. Os apartamentos são divididos em dois blocos.


A entrega acontece seis meses após o primeiro prazo estipulado pelo governo estadual, que era agosto. Ainda assim, em tempo recorde, segundo a gestão, que classifica o projeto como o mais ágil da história no setor de habitação do estado.


Transferência de famílias

De acordo com o diretor da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) de SP, Sílvio Vasconcellos, as primeiras famílias começarão a ser transferidas na terça-feira, dia 20.


Todas as mudanças, transportando as pessoas e as coisas previsto que toda a transferência aconteçam nos dias 20 ou 25 .


A CDHU vai ficar no empreendimento durante 18 meses, fazendo todo o suporte e acompanhamento das famílias.


Ainda segundo a CDHU, as famílias contempladas são dos bairros Vila Sahy e Topolândia, além de desabrigados que haviam sido levados a um conjunto habitacional de Bertioga, cidade vizinha. Elas não vão precisar pagar pelas moradias.


"As famílias não vão pagar as unidades habitacionais. Elas vão ficar aqui, vão assinar um contrato provisório de 18 meses e, após esses 18 meses, nós vamos passar a escritura pra eles", afirma Silvio.


Com as 518 moradias entregues nesta segunda-feira, o número total de apartamentos construídos após a tragédia chega a 704, já que 186 casas ficaram prontas em Maresias no início deste mês. Neste caso, a transferência de famílias será concluída nessa semana.


O governo estadual tem ainda a intenção de construir mais 256 casas do bairro Topolândia. Segundo Vasconcellos, esse projeto está em processo de licitação.

“A gente acredita que conclua a licitação nos próximos dias para iniciar as obras o mais rapidamente possível.

A partir do início, temos 18 meses para conclusão das obras”, explica.


O conjunto é composto por 30 prédios com 16 apartamentos cada (480 no total), além de 20 casas térreas, 18 unidades adaptadas para pessoas com deficiência e quatro centros de apoio.

São dois conjuntos habitacionais no total - Baleia I e Baleia II, que ficam lado a lado. Com 41 m² de área útil, cada apartamento conta com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro.


Confira abaixo as informações técnicas de cada um:


Baleia I:

  • número de unidades: 262

  • área do terreno: 19.980,14 m²

  • sistema construtivo: 'wood frame'

  • quantidade de edifícios: 15

  • quantidade de apartamentos por edifício: 16

  • quantidade casas: 22

  • área do apartamento: 41,73 m²


Baleia II:

  • número de unidades: 256

  • área do terreno: 19.361,80 m²

  • sistema construtivo: 'wood frame'

  • quantidade de edifícios: 15

  • quantidade de apartamentos por edifício: 16

  • quantidade casas: 16

  • área do apartamento: 41,73 m²


Comments


bottom of page